Definindo acessório de fixação no SolidCAM

Definindo acessório de fixação no SolidCAM

Neste blog, apresentarei algumas maneiras de definir e usar dispositivos de fixação no ambiente do SolidCAM. Isso lhe ajudará a ter uma exibição realista do trabalho a ser executado antecipando de possíveis colisões que podem ocorrer durante a usinagem.

 

Dispositivos de fixação simples podem ser criados no próprio modelo da peça de trabalho.

Os grampos são desenhados em um esboço, que é extrudado através do “Ressalto/base extrudado”, onde a opção mesclar resultado deve estar desmarcada. Com isto, o resultado é uma peça com múltiplos-corpos, na qual os grampos e a peça de trabalho são elementos separados.

Na definição de peça CAM para Modelo Alvo, selecionamos apenas o modelo da peça de trabalho e os grampos são definidos dentro da configuração (Setup).
Na seção Acessório, clique no botão… e selecione Novo e, em seguida, clique no modelo para definir os grampos.
Com os grampos assim definidos, é possível verificar se existe uma colisão entre a ferramenta e os grampos já durante a programação das peças.

Se deseja aplicar formas um pouco mais exigentes, a modelagem deles consumirá mais tempo.
Nesse caso, eles são modelados em um arquivo separado, que é então adicionado à peça de trabalho com a função inserir peça do SOLIDWORKS, que é mostrada no vídeo a seguir.

O posicionamento preciso dos grampos é realizado definindo as relações entre os elementos (Restrições) no comando posicionar.
Se o mesmo grampo for usado em vários locais, você poderá copiar o componente e posiciona-lo e até utilizar espelhamento conforme apresentado no vídeo.

Para dispositivos de fixação de formas mais complexas, como uma Morsa, usamos modelos acessíveis on-line ou pelos fabricantes desses produtos. Dica: www.grabcad.com
No SOLIDWORKS, nós o abrimos inserindo o componente existente onde definimos as relações entre os elementos da Morsa. Mais no vídeo.

Com a definição do dispositivo de fixação específico é possível analisar maiores detalhes na simulação, tornando o ambiente realista para verificar possíveis colisões.

 

Para o ambiente de Torno, o SolidCAM dispõe de perfis padrões no qual pode definir métodos de aperto, dimensionar tamanho e espessura e etc. Para programação de Torno com 2 eixos é o suficiente para verificar uma possível colisão entre a ferramenta e as castanhas.

O vídeo a seguir mostra a definição de um modelo 3D de placa que pode ser definido para visualização de componentes com maiores detalhes.

 

Esta é uma definição opcional, normalmente aplica-se à para programação de peças complexas em tornos com ferramenta acionada e/ou multitarefas.

Para mais informações sobre as soluções SOLIDCAM, entre em contato conosco, ficaremos felizes em responder.

Você também pode nos ligar no (16) 3442-9320 ou escreva um e-mail para contato@tecc.com.br

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *